Resenha: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes, de Suzanne Collins - Acampamento da Leitura

03/08/2020

Resenha: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes, de Suzanne Collins


Que eu sou muito fã de Jogos Vorazes não é nenhuma novidade para aqueles que me conhecem. Quando Suzanne Collins anunciou A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes, uma pré-sequência da trilogia, eu fiquei extremamente curioso para saber o que a obra me reservava. 

No livro, nos deparamos com um jovem Coriolanus, membro de uma das famílias de maior prestígio da Capital: os Snow. O que ninguém sabe, porém, é que desde a guerra, sua família vive praticamente na miséria, uma vez que seu patrimônio se dissipou junto com o Distrito 13, onde estavam seus investimentos. Desde então, o jovem Snow, sua prima Tigris e sua avó vivem uma vida de aparências em sua cobertura, fingindo uma plenitude que ali não existe há muitos anos. 

No ano em que ocorrerá a décima edição dos Jogos Vorazes, a Capital tem o desafio de os tornar mais atrativos aos olhos do público, mas como é possível tornar um evento em que vinte e quatro crianças são jogadas em uma arena a fim de matar umas às outras até que só reste uma delas? É aí que o jovem Coriolanus e outros vinte e três alunos da Academia entram em cena, pela primeira vez, para atuarem como mentores dos tributos. 

Quando Snow é designado para ser o mentor do tributo feminino do Distrito 12, ele se vê demasiadamente frustrado, uma vez que se trata do distrito mais pobre e que possui menor chance de ganhar os jogos. Porém, quando Lucy Gray é sorteada no dia da colheita, ele percebe que a sorte talvez esteja ao seu favor de um modo um tanto diferente. Porém, os eventos que se desenrolam a seguir não poderiam ser previstos por ninguém.

"Os Jogos Vorazes em si tinham o talento medonho de jogar criança de distrito contra criança de distrito, de forma que a Capital ficava com as mãos limpas da violência real."

Preciso confessar, logo de cara, que eu amei o livro! A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes, ao meu ver, serviu como um tapa na cara da sociedade, em especial dos próprios fãs da trilogia, que costumam romantizar os jogos. Talvez eu tenha me empolgado bem mais com esse prequel do que com a trilogia em si, e eu não estou brincando em dizê-lo. Neste volume, as críticas da autora à desigualdade social  e outros problemas estão ainda mais presentes, em especial quando retrata o modo como as pessoas dos distritos são tratados: como animais, que só servem para o trabalho pesado, sustentando os luxos da Capital, em troca de uma falsa segurança que esta os oferece. 

Sim, eu vi que muitos se decepcionaram com esse livro, e eu me pergunto: o que exatamente  essas pessoas estavam esperando da obra? Em primeiro lugar, estamos falando de uma história que se passa sessenta e quatro anos, aproximadamente, antes dos eventos do primeiro volume da trilogia e, em segundo lugar, protagonizada por um jovem Snow.

Donald Sutherland como Coriolanus Snow em cena de Jogos Vorazes - A Esperança: O Final (Foto: Divulgação)

Muito se falou, antes do lançamento, sobre o Snow ser retratado como um herói nesse livro, o que me preocupou bastante, mas quando li, logo entendi: o jovem Snow é considerado um herói e prodígio aos olhos da Capital (e isso já diz muito do que se pode esperar). Em determinados momentos da estória, o personagem quase nos convence de que possui boas intenções e que está desenvolvendo uma certa humanidade, mas esse pensamento logo é desconstruído por suas atitudes e intenções. É um personagem extremamente bem construído, assim como os demais, uma vez que a autora dá um show nesse quesito - e em outros tantos. 

Uma das coisas mais interessantes do livro e que não passam despercebidas por nenhum fã da trilogia é descobrir como surgiram as canções The Hanging Tree e Deep In The Meadow, assim como a origem do nome Katniss. À medida em que descobrimos tais informações, percebemos que não é de se espantar que o Presidente Snow não tenha gostado de cara da nossa heroína - Katniss Everdeen - no primeiro volume da série. 

O livro está muito lindo! É, de longe, a edição mais linda entre as obras já lançadas no universo de Jogos Vorazes. Sem falar que a Rocco caprichou na edição brasileira, caprichando na tradução, na diagramação, no tamanho da fonte e na coloração das folhas. 

Ah, e eu não podia deixar de mencionar que, antes mesmo do lançamento de A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes, a Lionsgate já havia confirmado sua adaptação cinematográfica. Não preciso nem mencionar o quão ansioso eu estou, não é? Tudo indica que a produção do filme se iniciará assim que o isolamento social em virtude da pandemia do Covid-19 acabar. Para matar a saudade, até assisti novamente (pela milésima vez) os quatro filmes da saga e estou pensando seriamente em reler a trilogia.

A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes | Suzanne Collins
Rocco | 576 p. | 2020
Ótimo

21 comentários:

  1. oii, tudo bem? A leitura da trilogia foi um pouco cansativa para mim só consegui ler até a metade de em chamas, espero que esse mude a minha opinião

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Eu ainda não li Jogos Vorazes, pois, para ser sincera, não é o meu estilo de leitura, mas tenho curiosidade, e ainda pretendo ler um dia. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. É a primeira resenha que leio desse livro e como boa fã da trilogia, estava bem ansiosa para saber a opinião de alguém e você me deixou mais ansiosa pela leitura.
    Gostei de todos os aspectos e de que fala também da origem das canções, além de entendermos um pouco mais desse personagem.
    Espero ler em breve! bjs

    ResponderExcluir
  4. Eu comprei o e-book na pré venda ele tá no meu kindle e eu tô criando coragem pra ler HAHAHHAHA
    Eu gosto muito da trilogia, elas tem um significado muito grande pra mim. e como o livro tá dividindo as opiniões, eu resolvi esperar mais um pouco pra ler HAHAHAHHA
    Espero ler em breve e amei a sua opinião, me deixou xom mais vontade ainda de ler! Adorei!

    ResponderExcluir
  5. Oiii Gleydson

    Eu vi tanta resenha negativa desse livro que ja estava até desanimada, realmente as pessoas esperavam algo diferente, não sei bem o quê. Acho interessante a possibilidade de conhecer esse jovem Snow, que até quase engana o leitor em alguns momentos, eu sempre achei esse personagem bem construído, fico curiosa em conferir o que a Collins vai apresentar de diferente e novo dele. Ainda não deu pra começar o livro, mas pretendo ler assim que der um tempinho extra.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Gleydson, tudo bem? Esse é um dos livros que não tenho a menor vontade de ler agora, principalmente, porque conheço a história por causa dos filmes! Eu tenho lido tantas resenhas ruins dessa história que fico até desanimada em realizar a leitura em algum momento da minha vida, e fico muito feliz que você tenha amado a história e dado cinco estrelas para o livro. Afinal, livros tocam as pessoas de maneiras diferentes.

    Viviane Almeida
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  7. Oi
    essa é a resenha mais positiva que leio desse livro, pois como falou muitos não andam gostando dele, eu quero ler para poder conhecer um pouco mais o snow e ver como que a sociedade era antes, porque 60 anos de um livro para outro na história, os distritos passam por mudanças e o snow para chegar ao que era nos livros da trilogia também.
    Que bom que gostou da leitura.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Não tinha conhecimento desse prelúdio da série. Incrível sua resenha, muito bem escrita.

    Bom fim de semana!

    OBS.: O JOVEM JORNALISTA está em quarentena de 22 de julho à 31 de agosto, mas comentarei nos blogs amigos nesse período.

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  9. Oi, Gleydson como vai? Este livro esta na minha lista de futuras leituras, e pretendo o ler em breve. Espero que a obra me agrade completamente. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Li esse livro mês passado e eu achei que ficou faltando algo na construção do Snow, tipo se tivesse uns capítulos a mais com o tom do epílogo eu teria gostado bem mais! Principalmente se mostrasse mais a Dra. Gaul.

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Gleydson,
    Eu tenho ciência de que ao pegar esse livro, não vou ter minha Katniss e meu Peeta para salvar a história. E por não saber se estou preparada para isso, eu ainda não comprei o livro. Não gosto do Presidente Snow e sei que mais cedo ou mais tarde, o ranço vai chegar, preciso pensar bem antes de arriscar a leitura!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Eu me sinto um pouco perdida nesse lançamento porque nunca li essa serie, mas sei que pra quem é fã, o lançamento em si foi super importante e é mega bacana quando revisitamos uma história assim depois de tanto tempo, né? Fico feliz que para você a história tenha sido tão bacana assim.

    ResponderExcluir
  13. Oi Gleydson, tudo bem?
    Não li a resenha no detalhe porque estou lendo esse livro agora e não queria me deixar influenciar. Mas adorei saber que você curtiu! Até onde li (estou perto da página 200) eu também curti muito. Vi muito hate sendo jogado no livro e até o momento não acho que mereça.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gleydson!
    Quando a Suzanne Collins anunciou esse livro com o Snow como protagonista, eu fiquei com um pouco de receio, porque a chance de romantizá-lo era grande. Eu ainda não li o livro e não pretendo fazer tão cedo, muito porque não estou no clima. Mas em algum momento pretendo fazer, principalmente porque ele dividiu muitas opiniões.
    Porém, acho importante ela fazer essa crítica aos Jogos e também aos leitores que acham aquilo maravilhoso, mesmo sem perceber. Por exemplo, a maioria dos leitores acham o segundo livro da trilogia o melhor - e realmente ele é muito bom, mas a base da crítica, do porquê esses livros existirem está no terceiro livro. Toda a política envolvida, que muitos não querem acabar com os Jogos, mas só entrarem no poder. Por isso ele é o meu livro favorito e a decisão da Katniss no final é perfeita!
    Ótima resenha!
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/07/resenha-torre.html

    ResponderExcluir
  15. Lembro-me exatamente de todos falando que o livro era decepcionante logo que foi lançado lá fora. Eu comecei realmente a ficar receosa com essas informações, mas acredito que a gente sempre tem que ler e ter a nossa própria conclusão. Ainda não li A Cantiga (aliás, vou começar amanhã), mas pela premissa dele em apresentar mais sobre o Snow, sua história, as canções e o porquê ele odiar tanto o nome da Katniss, é algo que me deixa ainda mais curiosa e ansiosa pela obra. E não sabia da adaptação! Isso foi algo que realmente já me deixou mais empolgada.

    ResponderExcluir
  16. Oi Gleydson!
    Não conhecia esse livro e olha que sou fã de Jogos Vorazes, foi maravilhosos conhecer o livro através de sua resenha, fiquei aqui imaginando em como seria o começo de tudo e agora mais curiosa ainda por saber tais informações. Parabéns pela resenha, muito completa que deixou minha imaginação voar longe kkk, adorei a capa do livro, obrigado pela dica, abraços!

    ResponderExcluir
  17. Olá!!!
    Enfim, uma resenha pra me dar esperança e falar pra eu dar uma chance ao livro que eu tanto tenho ignorado literalmente por conta das críticas negativas.
    Eu realmente não sabia se seria bom saber sobre o passado do Snow, mas também é bom ter uma noção como ele era antes de se tornar o presidente e um dos vilões que eu aplaudo de quão bem construído ele é.
    Agora vou dar uma chance ao livro ^^

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bem? Apesar de amar Jogos Vorazes e todo seu universo, infelizmente para mim ficou bem blpeh a autora retornar a história tendo como um dos seus protagonistas o Snow. Apesar de entender que ela não o romantizou, ainda sinto um revés em querer ler algo dele como protagonista e de tudo que sabemos que ele faz posteriormente. Enfim, quem sabe um dia surja a grande vontade, mas no momento não penso em ler tão cedo.

    Ainda assim, ótima resenha e fotos! Podemos perceber o quanto realmente você curtiu a leitura!
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Gleydson!!

    Eu vi opiniões bem mistas sobre esse novo livro do universo Jogos Vorazes, isso me deu ainda mais vontade de ler livro, mas, não é algo que eu deva fazer por agora, até porque até hoje ainda não li Esperança, acredita? e toda forma eu pretendo realizar a leitura para descobrir se serie do time que ama ou odeia kkkkk

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Não sei se já comentei aqui mas, eu amei essas capas dos livros. Não tenho e a meta é não comprar livros esse ano então si que esse ano não lerei mas, se eu conseguir emprestado eu leio com certeza.
    Eu acabei assistindo as adaptações no cinema e esse dias eu reassisti em casa rs
    É bem legal.
    Beijocas.



    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi, Gleydson

    Eu tinha comprado o e-book na pré-venda, mas acabei cancelando a compra quando começaram a sair as resenhas das gringas. Mas estou inclinada a ler novamente por mais divididas que estejam as opiniões. E olha, nem sabia que também ia ter adaptação desse. Que bacana!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Subir