03/05/2020

Resenha: Verity, de Colleen Hoover

Título: Verity
Autor(a): Colleen Hoover
Editora: Galera
Nº de páginas: 320
Ano: 2020
Encontre: Skoob
Avaliação: Muito bom
Eu, finalmente, realizei a minha primeira leitura da Colleen Hoover e me arrependo fortemente de não tê-lo feito antes. Há muito tempo eu pensava em ler alguma obra da autora norte-americana, porém, a oportunidade ainda não havia surgido. Recentemente, quando Verity foi lançado no Brasil pela Galera Record, me encantei por sua premissa. Logo, eu soube que aquela seria a minha primeira leitura da CoHo. 

Em Verity, conhecemos a escritora Lowen Ashleigh, que, após perder a sua mãe para o câncer, está coberta de dívidas e prestes a ser despejada de seu apartamento. Portadora de um transtorno de ansiedade chamado agorafobia, ela costuma evitar situações que lhe causem pânico, como, por exemplo, ser o centro das atenções, optando, assim, por não promover seus livros com turnês ou sessões de autógrafos. Para a escritora, tudo isso é apavorante, então, seus livros acabam por não vender tanto. 

Verity Crawford, por sua vez, é autora de uma série de sucesso. Aclamada pela crítica e pelo público, ela adora os holofotes que suas obras a proporcionam. Após um acidente de carro, Verity se encontra incapacitada de terminar de escrever a sua série. Seu marido, Jeremy Crawford, oferece a Lowen a tentadora proposta de escrever, sob um pseudônimo, os três últimos volumes da série de sua esposa. 

A convite de Jeremy, Lowen resolve passar alguns dias na casa da família Crawford para vasculhar o extenso escritório de Verity, visando encontrar algum rascunho ou plano para os próximos volumes da série e, até mesmo, para "entrar na cabeça" da autora, já que ela estava prestes a continuar uma série que não era sua. Lá, ela encontra o manuscrito de uma autobiografia de Verity, narrando fatos desde o dia em que conheceu Jeremy até momentos antes do seu acidente, e decide ler. Os acontecimentos narram uma teia de segredos e mentiras chocantes, que deixam Lowen apavorada, sem saber em quem acreditar e como agir. Impulsionada pelo manuscrito de Verity, ela se vê ainda mais atraída por Jeremy. 
O que você vai ler às vezes terá um gosto tão ruim que terá vontade de cuspir. Mas vai engolir essas palavras a ponto de elas fazerem parte de você, das suas vísceras, a ponto de elas te machucarem.
Eu diria que o ponto mais alto de Verity é a narrativa: a autora a desenvolveu de uma maneira extremamente instigante, levando-nos a acreditar exatamente no que ela quer que acreditemos. Para os leitores que já estão bem familiarizados com o gênero, como eu, fica mais difícil que isso aconteça, porém, nesse quesito a CoHo me arrebatou. De tão atônito com a narrativa, eu li o livro em poucas horas. Foi uma leitura angustiante e, ao mesmo tempo, incrível. 

Alguns pontos não me agradaram tanto, como as descrições das cenas de sexo, que, ao meu ver, se tornaram repetitivas, e o modo como o personagem Jeremy foi construído, tanto aos olhos de Lowen como aos olhos de Verity (principalmente desta). Não vou entrar em detalhes para não dar spoilers, porém, isso me incomodou um pouco. A personagem mais intrigante da obra é, sem dúvidas, Verity: você nunca sabe se a conhece de verdade e ela se mostra como uma caixinha de surpresas em sua autobiografia. No livro, todos os personagens são capazes de despertar isso no leitor, até mesmo a enfermeira que aparece esporadicamente na estória, desse modo, você não sabe em qual das "verdades" acreditar. 

O livro é narrado em primeira pessoa, a partir do ponto de vista de Lowen, o que nos leva a entrar em sua mente e angustiar-se junto, a ponto de surtar. Existem, também, os capítulos que correspondem à autobiografia de Verity, nos quais acompanhamos a estória através de seu ponto de vista, o que deixa a trama ainda mais interessante. Acredito que, lendo a resenha ou a sinopse, qualquer um que esteja acostumado com o gênero possa pensar que se trata de mais do mesmo, mas não: é tudo bem mais complexo. É uma história pesada que, apesar de não apresentar aspectos sobrenaturais, assusta. 

Como eu já mencionei aqui no blog, em livros de suspense e mistério eu sempre formulo várias teorias, logo, com Verity não foi diferente. Este, inclusive, é o objetivo da estória, uma vez que todos os personagens são dignos da nossa desconfiança. Apesar de acertar, há um plot twist no final que talvez possa te surpreender, então, se prepare para pôr em xeque tudo o que você acreditava ou pensava sobre os personagens até ali. Confesso que eu esperava um pouco mais do final ou até mesmo um final diferente, porém, eu não diria que a estória foi finalizada de uma maneira que eu não gostei. Pelo contrário, eu gostei bastante, porém, do modo como a trama foi construída, eu esperava algo mais "grandioso", sabe? 

Eu estou bem ansioso para ler outros livros da autora. Mesmo sabendo que Verity foi o primeiro thriller publicado pela CoHo e que suas obras anteriores são de outros gêneros, acredito que a narrativa instigante permaneça. E aí, está disposto a adentrar na teia de segredos e mentiras que compõe Verity

31 comentários:

  1. Oi, Gleydson como vai? Eu ainda não li Verity, mas presumo ser uma excelente leitura, pois só vejo elogios à este livro. Já li outros livros da autora e gostei bastante, acredito que Verity também me agradará. Ótima resenha, parabéns. Abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu também muitos elogios acerca da obra antes de ler e soube, de cara, que deveria começar a ler CoHo por ele. Abraços!

      Excluir
  2. Eu amei esse livro e fiquei intrigada pelo desenrolar da trama. O final me deixou no chão kkkk. Ainda não consigo parar de pensar nesse livro.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, realmente bem intrigante. Não consegui largar enquanto não acabei haha. Beijos!

      Excluir
  3. Ooi,
    Assim como você ainda não li nada da autora! E adorei ler sua opinião por causa disso, sua resenha me deixou com vontade de conhecer a escrita dela e talvez esse seja o livro certo para isso!

    Já baixei no meu kindle, espero amar a leitura!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz com isso! Esse também foi o livro certo da CoHo para eu começar a ler suas obras. Bjs!

      Excluir
  4. Olá,
    Acredito que será minha primeira leitura dela também. Acabei pegando esses dias na Amazon e adorei saber que é o primeiro dela no gênero.
    Apesar que não simpatizo muito com inúmeras cenas de sexo em thrillers. Acho que não tem clima. Kkkk

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Oi Gleydson!!

    Eu assim como você quero muito ler algo da Colleen, mas, ainda não chegou o meu momento! Mas sem dúvidas eu irei ler algo da autora em breve! Achei a premissa de Verity bem interessante estou bem curioso sobre esse livro, fora que a campanha de divulgação está massiva hahaha!!

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Está todo mundo falando desse livro novo da CoHo, e a cada resenha que leio fico ainda mais curiosa para lê-lo. Parece ser uma leitura bem instigante e intensa.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  7. Ainda não conhecia esse livro, espero que nessa quarentena eu tenha um bom tempo para essa leitura. Porque eu gostei muito da história, sua resenha ficou bastante explicativa.

    ResponderExcluir
  8. Muito boa a sua resenha. Sou fã de suspense.

    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? AAAAH que bom que adorou o livro! Sou super fã da autora, e estou doida para conhecer Verity, pois é o único que ainda não li! Tem uma pegada diferente dos outros, mas o sobrenome dessa autora é inovação. Espero que possa ler outros títulos dela! Adorei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu já li algumas coisas de Colleen e posso dizer que não me arrependi. Verity ainda não tive a oportunidade de ler porque não está em minha prioridades de compras (infelizmente, não posso comprar todos os livros que desejo), a narrativa é um ponto forte de Colleen, então, acredito que na hora que tiver a oportunidade de ler Verity, vou devorar em pouco tempo hehehehe

    ResponderExcluir
  11. Oi, Gleydson!
    Eu adoro a escrita da Colleen, mas o meu favorito continua sendo Um Caso Perdido. Já li diversos livros dela, e nenhum conseguiu superar.
    Sobre Verity, eu já o comprei, mas ainda não tive a oportunidade de ler. Apesar de todo mundo ter falado bem dele, vi algumas reclamações parecidas com a sua sobre o excesso de cenas de sexo.
    Tenho um pouco de receio com esse livro, já que é a primeira vez que a CoHo está escrevendo um gênero diferente.
    A cada livro que leio dela, vou ficando um pouco mais decepcionada, pois, depois de Um Caso Perdido, não li nada tão bom dela.
    Acho que preciso dar uma tempo das histórias dela, para não chegar um ponto que eu não consiga mais ler nada dela.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2020/05/resenha-shakespeare-and-company.html

    ResponderExcluir
  12. Acho que li somente um livro da autora e ameeeei, que o Um caso perdido!! E sobre esse livro ja o conhecia mas é a primeira resenha que eu leio, e ja gostei do que li, ja vou anotar a dica e quem sabe ainda esse ler esse ano...
    Adorei seu blog

    Brubs
    https://quemevcbrubs.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Gleydson.
    Eu não gostei muito dos livros da autora que li, mas depois de ler várias resenhas desse livro (inclusive a sua), resolvi dar uma chance a ela novamente. Saber que esse livro é para adultos me deixou animada, porque, sinceramente, estou sem paciência para os dramas adolescentes dela! hahaha
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gleydson!
    Ainda não li nada da autora, por incrível que pareça! Mas adorei a premissa da história e saber que ele é mais voltado para um mistério do que para um romance!
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  15. Oi, tudo bem?
    ainda não li nenhum livro da autora, apesar de já ter lido inúmeros elogios. Essa quarentena tem me feito voltar a ler com mais frequência. Vou incluir esse na lista, pois gosto muito do gênero.
    abraços,
    Ava

    ResponderExcluir
  16. Esse livro está causando diversas opiniões por aí, né? Confesso que o que mais me chama atenção é o nome da autora. Li algumas obras dela e sei o quanto sua escrita é maravilhosa, mas confesso que estou com muito receio de ler Verity, principalmente pelas cenas de sexo. Senti a mesma coisa com relação a "o lado feio do amor" e acabei criando uma pequena barreira. De qualquer forma, adorei a sinceridade na resenha e vou deixar na listinha para ler futuramente.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  17. Olá, Gleydson.
    Eu já li outros livros da autora e infelizmente acho que ela romantiza muito os relacionamentos abusivos em suas histórias. Mas como esse é totalmente diferente do que ela escreve eu vou querer ler ele. Assim que baixar o preço hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bem?
    Já tinham me indicado esse livro, mas ainda não comecei a ler. Fiquei ainda mais tentado com sua resenha!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  19. Eu sempre quis ler algo da autora, e quando soube dessa estreia do meu gênero favorito, tive certeza de que deveria começar por ele. Verity está na minha lista de futuras leituras e apesar das ressalvas da sua resenha, creio que seja um livro digno de qualquer fã de suspense ou thriller psicológico.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem? Eu comprei esse livro em inglês logo no começo da quarentena, porque a autora deixou alguns e-books de graça. Ainda não tive tempo de ler, mas acho que vou gostar da história. Gosto de tramas sobre segredos e reviravoltas, acho-as bem interessantes e instigantes. Espero ler este em breve, especialmente porque não li nada da autora. Adorei sua resenha, me passou bastante confiança para ler.

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom?
    Vale sim a pena dar uma chance a outras obras da CoHo, a escrita dessa mulher é fantástica! Adorei conhecer um pouco mais da trama de Verity e eu espero poder ler em breve. Comprei o ebook recentemente na amazon e só estou esperando um tempo para lê-lo! rs Uma pena que o final não tenha sido tudo o que esperava.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. OiiI!

    Essa é a segunda resenha para a obra e já foi o suficiente para comprar a obra hehehe. Para ser bem sincera, não sou a maior fã desse estilo literário não, mas eu gostei da forma como todo mundo ficou instigado pela escrita da autora e por ser o primeiro livro ela no estilo, acho que ela mandou super bem.
    Gostei de ler suas considerações! E espero curtir a obra tbm! (ah, também vai ser minha primeira obra dela hehe)

    Ótima resenha!

    Beijinhos,
    Ani
    www.entrechocolatesemusicas.com.br

    ResponderExcluir
  23. Oi Gleydson.

    Também gosto de formular várias teorias, ao longo da história. Eu confesso que fiquei bem curiosa para ler essa história com os detalhes que você mencionou. Estou com este livro na meta de leitura e não vejo a hora de começar. Obrigada pela dica e parabéns pela resenha.

    Bjos

    ResponderExcluir
  24. Eu gostei do livro e de como ele me deixou viciada na leitura, querendo saber tudo desta familia, mas ao mesmo tempo, não gostei deste final, achei bem facilitado e não me convenceu.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Oi, Gleydson.
    Eu não sou fã da autora, mas pela primeira vez estou pensando em ler esse novo livro dela. O que eu não gosto é justamente a abordagem adolescente dela nas histórias. Como esse livro me parece ser mais adulto, acho que vou dar uma nova chance!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  26. Eu preciso ler essa obra, pois estou bem curioso para saber dessa história que me instiga demais, mesmo tendo criado uma pequena polêmica pelo seus gatilhos que tem, mas o que mais me aguça a curiosidade é o fato de CoHo sendo uma escritora de romance, escrever um thriller. Fico pensativo por que ela decidiu dar essa "fugida".

    ResponderExcluir
  27. Oi!
    Já li várias resenhas deste livro, apesar de ser uma fã da CoHo ainda não li esse livro que me parece cada vez mais instigante e perturbador a cada resenha que leio, preciso desesperadamente ler, estou muito curiosa sobre os personagens. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  28. Oii! Tudo bem?

    Fico muito feliz que vc tenha gostado dessa primeira leitura. Eu conheço a autora mais ainda não li nada, bem conheço de ouvir as pessoas falarem. Em relação a sua resenha gostei bastante, bem completa e pontual.

    Beijos!

    ResponderExcluir

© Acampamento da Leitura | 2020. Todos os direitos reservados.
Layout e Design por Gleydson | Imagens gráficas por Freepik.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo