13/12/2014

Resenha: Orange Is The New Black - Piper Kerman

Título: Orange Is The New Black
Autor(a): Piper Kerman
Gênero: Memórias
Editora: Intrínseca
Nº de páginas: 304
Ano: 2014
Encontre: Skoob
Ótimo
Quando era jovem, tudo o que Piper Kerman queria era viver novas experiências, conhecer pessoas diferentes e descobrir o que fazer com o diploma recém-adquirido da prestigiosa Smith College. Anos depois, com um bom emprego e prestes a se casar, ela recebe uma visita inesperada - a polícia. Piper estava sendo intimada para responder por envolvimento com o tráfico internacional de drogas. A acusação era verdadeira - recém-formada, Piper teve um caso com uma traficante glamorosa que a convenceu a levar uma maleta de dinheiro para a Europa. Sua aventura pelo submundo do crime voltou à tona no dia em que a polícia bateu à porta dela. Depois de uma dolorosa odisseia pelo sistema judiciário americano, Piper acabou condenada a quinze meses de detenção numa penitenciária feminina no meio do nada - longe dos amigos, da família e de tudo o que ela conhecia. Em 'Orange Is the New Black', Piper apresenta casos curiosos, perturbadores, comoventes e divertidos do dia a dia no presídio. Cercada de criminosas, logo percebe que aquelas mulheres são muito mais complexas do que ela imaginava. Ao mesmo tempo que aprende a conviver com regras arbitrárias e um rigoroso código de conduta, Piper revela as alegrias e angústias das presidiárias e analisa a crueldade com que o sistema carcerário as desumaniza e faz com que sejam invisíveis ao mundo exterior.
Eu sou daquelas pessoas que leem um livro sem motivo algum, sem ler nem ao menos a sinopse. Sim, eu li Orange Is The New Black sem saber do que se tratava. Meu amigo acompanha a série televisiva do Netflix, mas ele só tinha me contado algumas coisas, nenhum detalhe. Depois de ler o livro, conversei com ele a respeito e, pelo o que ele me falou, a série televisiva não tem muito a ver com o livro. Vou falar sobre isso mais abaixo.

Piper Kerman é uma mulher no início de sua vida adulta, que acabou de terminar a faculdade e que procura novas aventuras. Em seu ciclo social, que incluía um grupo de lésbicas, ela conhece Nora Jansen, uma mulher baixa de cabelo castanho-claro e encaracolado, um pouco mais velha do que ela, com voz rouca e que parecia um pouco com um buldogue francês, como a protagonista nos descreve. Engraçada e bem-humorada, Nora parecia ser a única que prestava atenção em Piper. 

Após sumir e reaparecer depois de um tempo, Nora conta que ingressou no tráfico de drogas por intermediário de um amigo de sua irmã, e que ganha bastante dinheiro para transportá-las e recrutar novas pessoas para fazer esse trabalho. As duas engatam um namoro, até Nora convidar Piper para viajar para a Indonésia, prometendo que ela será apenas sua companhia, e que não participará de nada. As duas passam meses viajando juntas, e Piper apenas observa tudo o que acontece. Até que as intenções de Nora mudam e Piper vê que seu valor para ela era apenas um meio de ganhar dinheiro. Então, ela percebe que aquilo tudo uma hora vai acabar mal, e resolve cair fora. 

Piper retoma a sua vida, arranja um emprego e volta a viver normalmente. Ela conhece Larry, diretor de uma agência de notícias, e passa a ser sua amiga lésbica, como ela descreve. Após um tempo, o relacionamento dos dois esquenta e eles começam a namorar. Os dois se mudam para Nova Iorque, e logo ela descobre que a quadrilha de Nora foi presa e que ela estava revelando o nome de todos os envolvidos, incluindo Piper. Após contratar um advogado e analisar a situação, ela confessa o crime e é condenada a quinze meses de prisão em um presídio de segurança mínima para mulheres. A partir daí, ela vai contar tudo o que passou nesses quinze meses.
"Todos que gostavam de mim desejavam que eu fosse inocente — que tivesse sido enganada, ludibriada, iludida. Mas, é claro, esse não era o caso. Há muitos anos quis viver uma aventura, uma experiência extraordinária, e o fato de ser ilegal tornava-a ainda mais emocionante. Nora pode ter me usado naquele passado distante, mas eu tinha me mostrado mais do que disposta a aceitar o que ela me oferecia."
Como se trata de um livro de memórias, ele é narrado em primeira pessoa pela protagonista. A leitura é bem arrastada, mas Piper não nos esconde nenhum detalhe e fala abertamente sobre todos os temas. Depois de ler o livro, li algumas resenhas e comentários das pessoas dizendo que demoraram bastante para ler. Eu não fui um dos que demoraram, li em apenas dois dias, porque eu gostei da história e de imaginar o cenário de uma prisão feminina. Foi ótimo imaginar cada personagem descrito por Piper, cada uma das presidiárias que foram fundamentais para uma estadia sem muitos problemas na prisão. 

Todos os problemas são abordados pela autora: preconceito, superlotação, favoritismo, entre outros. Um deles é como os funcionários da prisão tratam as presidiárias, como alguns a trataram melhor por ser branca e loira. Em todo o livro, Piper deixa claro que sua situação não é das piores, que existem presidiárias com penas absurdas comparadas à sua, e que o apoio da família e dos amigos é fundamental. 

Eu achei incrível como a autora conseguiu descrever cada pessoa, cada detalhe, cada emoção, cada pensamento. Eu sou meio suspeito para falar de biografias, porque eu as adoro, mas eu acho que todas as informações, desde que elas sejam verídicas, são fundamentais para o entendimento do leitor.

Sobre a série,  vou assisti-la nessas férias, mas eu sei de cara que vou sentir falta dos personagens do livro, pois muitos deles não estão na série, e muitos tiveram o nome e a personalidade mudados. 

Se você, assim como eu, gosta de uma ótima biografia, Orange Is The New Black é a opção certa para você nessas férias de fim de ano. Até a próxima!

16 comentários:

  1. Já tinha ouvido falar deste livro/série, mas nunca me interessei em saber do que se tratava. Agora, lendo sua resenha, me interessei muito e preciso ler kkkkkk Não imaginava que era disso que a história tratava, me interessei muito =D
    Ótima resenha parabens. Adorei seu blog, estou seguindo.
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Daniel
      Que bom que se interessou pela história e pretende ler, fico feliz que minhas resenhas inspirem alguém!
      Obrigado pela visita ;)

      Excluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu já ouvi falar bastante sobre essa série e também sobre o livro! A editora Intrínseca fez uma grande divulgação desse livro inclusive, com vários sorteios.
    Eu ainda não tive oportunidade de ler ou de assistir a série, mas sua resenha me deixou bem curiosa! Gosto de livros em 1° pessoa, então credito que isso iria facilitar a leitura para mim.

    Abraço!
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maiara
      Espero gostar da série tanto quanto gostei do livro. E as editoras adoram quando podem se aproveitar de uma série televisiva para divulgar um livro, haha.
      Beijos ;)

      Excluir
  3. Ainda não vi a série nem li o livro, mas tenho vontade. Nunca li nada que se passasse na prisão, parece interessante. E adorei sua resenha
    Bjs
    http://felicidadeinventada.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mah
      É um ambiente interessante para se ler sobre, mas não para estar lá, haha.
      Obrigado pela visita, beijos!

      Excluir
  4. Não sabia que o livro era uma biografia, pareceu tão interessante quanto a série. Gostei da resenha.

    legadodaspalavras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Hugo
      É uma das melhores biografias que já li, e não sei como ela conseguiu ser tão detalhista.
      Obrigado pela visita!

      Excluir
  5. Assisti a série e li o livro.
    Gostei do rumo próprio que a série tomou, a meu ver é interessante como ela mescla elementos do livro em um só.

    Fiz uma resenha do livro no meu blog também :)
    http://choqueliterario.blogspot.com.br/

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Joyce
      Acho que irei gostar do tom de comédia da série, pois eu adoro séries de comédia. Minha preferida é 2 Broke Girls!
      Obrigado pelo carinho, beijos!

      Excluir
  6. Gleydson tudo bom? Comecei a acompanhar a série, mas não sei por que motivo abandonei e eu estava gostando dela. Talvez depois de ler o livro eu anime novamente a entrar naquela prisão rsrs

    Brigada Paralela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tiago
      Leia mesmo, acho que não se arrependerá, principalmente se gostar de biografias.
      Obrigado pela visita!

      Excluir
  7. Oi, tudo bom?
    Eu ainda não conhecia o livro, me pareceu muito bom. Passa uma mensagem muito verdadeira, que é "todo ato tem seu consequência". Todos precisam se conscientizar disso para pensar melhor antes de agir! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Aliscia
      Você conseguiu passar toda a mensagem do livro em uma frase, haha. Obrigado pelo carinho, beijos!

      Excluir
  8. Oii ! Eu havia escutad uma ou duas coisas sobre a série, mas nunca asssiti logo nunca quis ler o livro. Mas, sempre me dizem que é muito bom. Espero ler algum dia.

    Bjoos Miih

    http://bookscoffeeandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Miih
      Se um dia você tiver a oportunidade, leia!
      Beijos!

      Excluir

© Acampamento da Leitura | 2014-2017. Todos os direitos reservados.
Layout por Gleydson.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo