21/12/2014

Livros & Mídia: Jogos Vorazes vs. Divergente


Tudo bem, gente? Quero desejar a todos vocês, adiantadamente, um Feliz Natal! Que todos vocês recebam de presente tudo o que desejam, de seus familiares e amigos, e que se fartem de muita comida natalina, hahaha. =D

Hoje eu resolvi fazer uma coisa diferente dos dois últimos posts. Já faz algum tempo que eu vejo pessoas na internet comparando as trilogias Jogos Vorazes (Skoob) e Divergente (Skoob), tentando convencer uns aos outros de que uma é melhor que a outra. Então, dando atenção à essas comparações e críticas, farei a minha comparação entre elas.


Só para deixar claro: este post não contém spoilers das respectivas trilogias (apenas no final da postagem, mas tem um aviso), e esta é apenas a MINHA OPINIÃO em relação a elas. Se você tem uma opinião diferente, ótimo. O mundo é feito de diversidades. :)

Para começar, iremos comparar as personagens principais: Katniss (Jogos Vorazes) e Tris/Beatrice (Divergente).


Comecemos por Katniss. Essa personagem vive em um mundo distópico onde, anualmente, acontecem os chamados Jogos Vorazes, onde duas crianças - um menino e uma menina - de 12 a 18 anos, são escolhidas de cada distrito para serem colocadas em uma arena e lutarem até a morte, até que sobre apenas um vencedor. Esses Jogos Vorazes são transmitidos para todo o continente, o qual se chama Panem, e é o último do planeta habitado por humanos.

Katniss, desde o início da trilogia, mostra sua força e coragem, tanto na hora da caçada, como na hora de se oferecer como tributo no lugar da sua irmãzinha, Primrose, que foi escolhida para lutar na arena. Katniss também esbanja habilidades, principalmente com o arco e flecha. Assim como alguns heróis no começo, a personagem vive em uma situação submissa e sem riquezas no distrito mais pobre, o 12, tendo que se virar para sobreviver.

No geral, Katniss é uma personagem batalhadora e que, de cara, vemos que ela pode enfrentar de tudo e teria fortes chances de ganhar os Jogos Vorazes. Eu percebi que ela sempre foi sincera (tirando as partes em que ela fica em frente às câmeras, é claro). Quanto ao amor dela para com a sua irmã mais nova, não acho que tenha sido algo exagerado. Katniss praticamente cuidou da sua irmã como uma mãe, enquanto sua mãe estava passando por problemas psicológicos após a morte de seu pai.

Isso nos leva à questão de Katniss tratar sua mãe com hostilidade. Na verdade, eu acho compreensível que ela se sinta assim, pois ela recebeu toda a carga familiar e teve que carregar sozinha esse peso sem a ajuda de sua mãe, que estava impossibilitada. Mas até Katniss, que teve tanto ressentimento, conseguiu perdoar a sua mãe. Acho que ela entendeu o que a sua mãe sofreu, e que as pessoas tem maneiras diferentes de sofrer. O que eu mais gosto nesse personagem é a sua humanidade.

Agora falemos de Tris. Tris não tem nenhuma semelhança com Katniss. Ela é uma garota "escondida" na facção da Abnegação, uma facção que visa apenas em fazer o bem e se ver livre de vaidade. A história se passa em uma Chicago futurista dividida em cinco facções: Amizade, Franqueza, Erudição, Abnegação e Audácia. Aos 16 anos os jovens podem decidir se continuam em suas facções ou se migram para uma outra, conforme sua personalidade.

Sinto que ainda não conheço Tris. Talvez seja por ela ser uma Divergente (ter características de mais de uma facção). Tris, ao meu ver, sempre foi a heroína perfeitinha, não consegui ver nenhuma maldade, ambição ou inveja da parte dela. Confesso que acharia ela muito mais interessante se ela tivesse características mais humanas.

Resumindo: a personagem não tem a sua personalidade transparente ao leitor. Ela é um pouco superficial ao meu ver. Bom, ela tem sentimentos e tudo mais (somando alegria, tristeza e raiva), mas eu tive dificuldade para "enxergar a sua alma". Apesar de tudo isso, eu ainda gosto da Tris. Só queria que ela fosse uma personagem na qual eu conhecesse mais do que eu conheço.

Agora é a vez de falarmos sobre os seus pares românticos, Peeta (Jogos Vorazes) e Quatro (Divergente).


Das duas trilogias, só Jogos Vorazes tem um triângulo amoroso. Dos dois rapazes que disputam o amor de Katniss, resolvi falar do Peeta.
Peeta é o cara do pão. Anos atrás eles tiveram um encontro (o qual não vou falar sobre). Peeta, junto com Katniss, vai para a arena. O personagem de Peeta é frágil. Podemos ver facilmente que Katniss é mais forte e mais resistente que ele. Peeta tem uma alma mais pura (talvez seja por isso que Katniss tenha se apaixonado). Aos poucos, um se afeiçoa pelo outro no decorrer dos jogos.

Resumindo: Peeta não era o par que esperávamos para Katniss, o que faz o romance ficar bem intrigante. A história nos dá dicas se eles vão ficar juntos ou não, mas mesmo assim me surpreendeu um pouco (uma surpresa boa). Peeta tem sua personalidade e vemos claramente quem ele é.

Quanto ao Quatro, à primeira vista, vemos que ele é um personagem forte e corajoso. Também atencioso. Gosto do motivo pelo qual ele ganhou esse apelido. Você que já leu ou assistiu o filme sabe do que estou falando. Esse personagem tem tudo para ser interessante.

Quatro tem toda uma história em outra facção e segredos a serem revelados para Tris. É bem difícil falar dele sem dar algum spoiler, pois, no início da trilogia, Quatro é puro segredos. De fato, ele vai revelando todos à Tris. Claro, os dois personagens, Peeta e Quatro, não poderiam ser mais diferentes. Enquanto Peeta tem um espírito atencioso e solidário, Quatro tem espírito de guerreiro.

Bom, tive conhecimento de que o terceiro e último livro da saga tem POVs dele. Eu não li o terceiro. Talvez mais alguns segredos que não sabíamos que existiam até Insurgente (segundo volume da trilogia) tenham se revelado. Vocês que leram Convergente, gostaram do Quatro recebendo mais destaque? Vocês acham que eu deveria ler o ultimo livro? Me digam nos comentários. =)

E por último iremos comparar os mundos distópicos onde as histórias se passam. São elas Panem (Jogos Vorazes) e a Chicago futurista (Divergente).



Panem e a Chicago do futuro só tem uma semelhança: distritos e facções.

Enquanto Panem é dividida em 12 distritos, que produzem ou trabalham em algo de especial para a sustentabilidade de todo o continente, Chicago é dividida em 5 facções com características únicas (que me lembrou um pouco as Casas de Hogwarts em Harry Potter), visando manter a paz da nação. A Capital, o principal país de Panem, produz um massacre que é exibido em rede nacional todo ano, visando mostrar o poder da Capital em relação ao resto do continente; enquanto na Chicago do futuro acontece uma espécie de seleção, onde os jovens de 16 anos escolhem suas novas facções ou decidem confirmar que pertencem à sua facção de origem.

Os dois lugares tem seu encanto e os dois são únicos, mas o mundo distópico que eu mais gostei foi o de Panem. Apesar da Chicago futurista refletir uma imagem de comunidade pacífica prestes a ruir, Panem foi a que me conquistou. Podemos ver as diferenças sociais com clareza, como o retratado no distrito 12 e o retratado nos demais distritos e até na Capital.

Atenção: esse trecho separado por "+++" contém GRANDES SPOILERS das duas trilogias. Leia por sua conta e risco.

+++

Em Divergente, a revolta acontece contra a facção da Erudição, que quer o poder governamental do lugar, que pertence aos moradores da Abnegação, pois são honestos e possuem vários segredos sobre Chicago; enquanto em Jogos Vorazes, a revolução acontece conta a própria Capital. Katniss é a faísca que acende a chama (a garota em chamas). Eu percebi uma comoção maior no final da saga de Jogos Vorazes, mas, como eu já disse, não li o último livro da saga Divergente.

Bom, o final da trilogia Jogos Vorazes, A Esperança, me frustrou bastante. Como assim, depois de tudo o que a Katniss fez, Prim morreu? E fiquei ainda mais frustrado com aquele epílogo pobre e depressivo. Foi um dos finais que mais me decepcionaram. Eu adorei o desenvolvimento da história. Talvez eu tenha me enchido de expectativas demais para com o final. Já em relação a Convergente, eu vi em algumas resenhas que algumas pessoas se frustraram também. Talvez seja mais uma semelhança entre as sagas. Ah, e um dos motivos que me fizeram desistir de Convergente foi um spoiler do tamanho de um meteoro que jogaram em cima de mim. De fato eu tive ansiedade para ler, pois queria saber como seria a morte da Tris. E também tinha os POVs do Quatro, mas já nos primeiros capítulos a história me perdeu.

+++

Bom, gente, por hoje é só. Desculpe se eu ofendi de alguma forma algum fã de Divergente ou Jogos Vorazes. Como eu já havia dito no começo do post, essa é a minha sincera opinião. Mas se quiserem argumentar comigo nos comentários, sintam-se à vontade. Responderei à todos! =D

Veja a resenha de Divergente aqui no blog.

Um bom começo de semana, e até a próxima! 

16 comentários:

  1. Oii! Já estou seguindo o blog.

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Juliete
      Obrigado pelo comentário e por seguir o blog. :)

      Excluir
  2. Olá
    Não li nenhuma das duas mas conheço a estória de Jogos Vorazes, lerei o livro justamente por ter curtido a forma como termina, posso me arrepender após a leitura mais finais completamente surpreendente, mesmo que pareça decepcionante, são os meus favoritos.
    Abraço

    http://chacomresenha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Léo
      Me diverti bastante lendo as duas sagas. Gosto de finais surpreendentes, sim, mas gosto ainda mais quando excedem minhas expectativas.
      Obrigado por comentar, abraço!

      Excluir
  3. Oii, td bom? Sou apaixonado por jogos vorazes, mas também amo incondicionalmente Divergente. São amores diferentes, não gosto de ficar comparando kkkkk mas certamente prefiro Jogos Vorazes. Odeio quando dizem que Divergente é uma cópia de Jogos Vorazes --' quem diz isso não leu o livro. Há alguma semelhanças sim, mas dizer que é cópia é um grande exagero.
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daniel
      Concordo plenamente: Divergente não é uma cópia de Jogos Vorazes! A única semelhança que eu percebi entre elas são as divisões entre facções e distritos, e mesmo assim as divisões são distintas.
      Obrigado por comentar, abraço!

      Excluir
  4. Ainda não li nenhumas das duas trilogias, mas agora fiquei super curioso com toda certeza! ;D

    http://joandersonoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joanderson
      As duas trilogias são muito legais. Alguns preferem Jogos Vorazes, outros, Divergente. Isso vai depender da sua finalidade com as estórias. Espero que goste bastante.
      Abraço!

      Excluir
  5. Não li nenhum das distopias (Resolvi começar com uma menos aclamada.) e acredito gostar mais de Jogos Vorazes (Curto muito os filmes.). Só lendo pra ver, né? Ei, ei... Mais uma ideia de coluna que deu certo, viu?! Continue!

    Abraço
    http://garotodelinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ítalo
      Que bom que gostou da ideia da coluna! :D
      Os livros são muito legais, pode confiar.
      Abraço!

      Excluir
  6. Olá; ainda não li nenhuma das duas trilogias. Inicialmente, o ambiente onde Divergente se passa me chamaria mais atenção do que o de Jogos Vorazes. Mas pelos seus comentários, eu gostaria muito mais de Jogos Vorazes, por trazer uma protagonista mais forte.
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oiii, li até a parte em que não tinha spoilers kkkk. Eu sou completamente apaixonada por Jogos Vorazes, amoooo demais o Peeta e a Katniss. Divergente eu só assisti o filme mas sou louca para ler o livro. Beijos!!!!
    http://chuvacobertaelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Nelson! Adorei o post!
    Eu acho as duas ideias fantásticas. Todo o universo que a Collins criou, e a Roth com toda aquela bomba no final do segundo livro... Concordo com você quando fala que falta mais humanidade na Tris. Enquanto isso, a Katniss é humana até demais, errando mais que acertando. Em termos de relações amorosas, acho que Tris/Quatro é muito idealizado, gosto da forma que o triângulo amoroso se desenrola em THG, e gosto do fato de que, até o último minuto, não fazia ideia de com quem a Katniss iria acabar.
    Resumindo: Para mim, THG leva essa.

    Beijão!
    http://porenseetcs.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Waleska
      É pelos erros de Katniss que eu gosto dela. Ela quer sempre fazer o certo e o necessário, mas, com suas limitações humanas, ela nem sempre acerta. As duas relações amorosas (Divergente e Jogos Vorazes) me desagradaram um pouco. Como você disse, Tris/Quatro é muito idealizado. Já Katniss/Peeta-Gale, eu simplesmente não gosto de triângulos amorosos. Acho muito cansativo.
      Obrigado pela visita, linda. Beijo!

      Excluir

© Acampamento da Leitura | 2014-2017. Todos os direitos reservados.
Layout por Gleydson.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo