07/08/2014

Resenha: Ponte para Terabítia - Katherine Paterson

Nome: Ponte para Terabítia
Autor(a): Katherine Paterson
Gênero: Ficção juvenil
Editora: Salamandra
Nº de Páginas: 160
Ano: 2006
Encontre: Skoob
Avaliação: 
Jesse Aarons, um garoto de 10 anos, passou o verão treinando para ser o campeão de corrida da escola. Na volta às aulas, é ultrapassado por uma aluna nova. Os dois tornam-se grandes amigos, e criam um reino imaginário chamado Terabítia, onde governam soberanos protegidos das ameaças e zombarias da vida cotidiana. Até que um dia, uma fatalidade os separa, e Jess precisa ser forte para enfrentar essa triste realidade.
Ponte para Terabítia teve sua primeira edição publicada em 1977, nos Estados Unidos. No ano seguinte, Katherine Paterson, autora do livro, ganhou a Medalha Newbery (prêmio literário), tornando o livro um clássico da literatura infantil estadunidense.

O livro nos conta a história de Jesse Aaron, um garoto de 10 anos, que mora em uma cidadezinha no interior dos Estados Unidos. Muito tímido e pobre, ele sofre o que hoje chamamos de bullying. De uma família de cinco filhos, sendo quatro garotas e um garoto, Jesse é rejeitado pelo pai. Com o sonho de ganhar a corrida da escola, Jesse passa as férias treinando, mas se vê derrotado por Leslie, sua nova colega de classe e vizinha, que vem a se tornar sua melhor amiga. Ela é filha de dois escritores muito ricos, que resolvem passar um tempo longe da cidade grande, da tecnologia e do luxo.

Dona de uma imaginação fértil, Leslie junta suas ideias à capacidade que Jesse tem de desenhar. Assim, eles criam Terabítia, uma terra encantada só para os dois, onde eles são rei e rainha. Para chegar lá, eles precisam atravessar um riacho com uma corda, que fica pendurada em uma árvore às margens do riacho. Em Terabítia, eles vivem suas maiores aventuras, enfrentam monstros e defendem seu reino de qualquer ameaça, sempre acompanhados do cachorro que Jesse dá de presente a Leslie, Príncipe Terian (ou P.T.).

As únicas pessoas que parecem gostar de Jesse são Leslie, May Belle, sua segunda irmã mais nova, que o admira e quer ser como ele, e Profª Edmunds, sua professora de música. Certo dia, ela o convida para visitar um museu. Ele prefere não convidar Leslie, pois quer passar um tempo sozinho com sua professora preferida. É aí que quem já assistiu o filme sabe o que vai acontecer.

Eu tenho que concluir minha sem contar o que acontece, o que é quase impossível, pois é assim que Jesse consegue “crescer”, deixando de ser a criança amedrontada e tímida de antes, passando a ser mais próximo do pai e de sua família, principalmente May Belle, que tanto o admirava e ele a ignorava.

O livro mostra que a vida nem sempre é como queremos que seja, e que não se vive apenas de fantasia, nem apenas de vida real, mas das duas coisas juntas. Além de mostrar a realidade das famílias mais carentes, onde o pai passa o dia trabalhando e não tem tempo para a família, e a mãe vive estressada por ter que cuidar da casa e de cinco crianças sozinha, e o bullying é praticado nas escolas.

Se eu quisesse, poderia escrever dezenas de linhas repletas de elogios ao livro, de tão bom que é. É um infanto-juvenil muito bem estruturado, que causa um impacto, capaz de emocionar leitores de todas as idades. É um livro para ser apreciado, e não é a toa que é um dos meus favoritos.

12 comentários:

  1. Eu adoro o filme, o livro deve ser muito bom também! Adorei a resenha, consegui ver todo o filme passando na minha cabeça, pelo visto ele deve ser bem fiel.
    bjs
    felicidadeinventada.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o filme é muito fiel ao livro, quase que totalmente.
      Abraços!

      Excluir
  2. Não assisti o filme ainda, por motivos de: deixar para outra hora. Mas fiquei doido pra ler o livro, parece realmente emocionante. Está na minha lista de desejos já :D

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é um dos únicos livros que eu digo que tanto faz você o ler ou assistir o filme primeiro. Os dois têm a mesma capacidade de emocionar.
      Abraços!

      Excluir
  3. Oii, já assisto ao filme e gosto muito, mas nem sabia que tinha o livro huheueh Gostei bastante da sua resenha! Beijo, entreeleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o livro é desconhecido por muita gente. Fico feliz por ter gostado.
      Beijos!

      Excluir
  4. Otimo livro, otima resenha!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Nunca li o livro, mas já assisti ao filme e chorei litros! aushahuausha
    Adorei a resenha, beijos!
    www.choqueliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiza
      Só não chorei porque eu não choro assistindo filmes ou lendo livros. Não é porque eu não queira, mas porque, realmente, não me dá vontade de chorar, haha.
      Beijos!

      Excluir
  6. Olá, já vi o nome desse livro várias vezes (afinal, é um clássico) mas não sabia do que se tratava a história. Gostei muito da sua resenha, preciso lê-lo logo!
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari
      Acho que todos já ouviram falar, nem que tenha ouvido falar apenas do filme. Que bom que gostou! Beijos ;)

      Excluir

© Acampamento da Leitura | 2014-2017. Todos os direitos reservados.
Layout por Gleydson.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo