04/08/2014

Resenha: Minha Vida com Boris - Thays Martinez

Nome: Minha Vida com Boris
Autor(a): Thays Martinez
Gênero: Biografia e Memória
Editora: Globo Livros
Nº de Páginas: 144
Ano: 2011
Encontre: Skoob
Avaliação: 
Numa manhã de maio de 2000, a advogada Thays Martinez e seu cachorro Boris saíram de casa para fazer história. Recém-chegados dos Estados Unidos, os dois tiveram a entrada barrada numa estação de metrô. Motivo: animais não eram permitidos nas instalações da Companhia do Metropolitano de São Paulo. E os funcionários da estação não se dobraram nem mesmo ao argumento de que cães-guia são instrumentos de acessibilidade e autonomia para pessoas com deficiência visual como Thays, cega desde os quatro anos. Thays, então, moveu uma ação judicial contra o Metrô e, seis anos depois, conquistou uma histórica vitória no Tribunal de Justiça de São Paulo, fazendo a própria defesa com Boris a seu lado. Antes mesmo da decisão judicial que permitiu o acesso de cães-guia ao Metrô da maior metrópole do país, o caso de Thays e Boris já havia inspirado a aprovação de duas leis — uma estadual, em 2001, e outra federal, em 2005 — que garantem o acesso de cães-guia a todo e qualquer local público e privado de uso coletivo. A dupla também ficou conhecida graças às várias reportagens de que foi tema após o incidente, e Boris ainda foi alçado à condição de herói da inclusão e da acessibilidade. Mas a obra vai muito além da narrativa de um triunfo da cidadania. No vibrante resgate de suas memórias, Thays aborda, sobretudo, sua profunda amizade com Boris, uma conexão baseada em confiança e cumplicidade que deixa como legado uma comovente história de afeto para além da vida.
Eu sempre pego emprestado alguns livros na escola, e meus olhos brilharam ao ver Minha Vida com Boris em uma das estantes da biblioteca. Eu não conhecia o livro, mas sou fascinado por labradores. Eles são brincalhões, amigáveis, adoram exercícios físicos, são ótimos nadadores e acima de tudo, são fiéis ao dono. Foi o labrador amarelo da capa que me obrigou a ler o livro.

Muitas pessoas nasceram parar vencer, e uma delas é Thays Martinez. Cega desde os quatro anos de idade, ela se lembra de praticamente tudo que enxergava, o que a faz ser independente, comprar suas próprias roupas, se maquiar e arrumar seu cabelo. Além de ter se formado em Direito e ser advogada.

Thays sempre quis ter um cão-guia, e quando soube que isso finalmente seria possível, não pensou duas vezes. Ela foi até os Estados Unidos, onde passou por todo o treinamento necessário para ter um cão-guia. Eu achava que a pessoa que receberia o cão o escolheria, apesar de não poder vê-lo, mas não. Ele é escolhido pela equipe, com base nas características do dono, etc.

Após voltar para casa, já com o Boris, Thays resolve dar mais um passo em sua independência: morar sozinha. O que não é muito difícil, os dois se adaptam perfeitamente ao novo lar e Boris se torna seu companheiro fiel. É claro que eles enfrentaram dificuldades, como a de serem barrados em uma estação de metrô. Thays move uma ação judicial contra a estação de metrô, conquistando a vitória seis anos depois. Inclusive, eles serviram de inspiração para a lei que permite o acesso de cães-guia em qualquer local público.

Acho que todas as pessoas deveriam ler Minha Vida com Boris, é uma história de superação, amor, carinho, e também de tristeza. Como todo cachorro, o Boris envelhece e Thays passa por todo o processo de adoção e treinamento mais uma vez, desta vez para ganhar o Diesel, seu novo cão-guia.


Ao ler o livro, eu percebi que reclamamos por nada, vemos dificuldades em coisas tão pequenas, nos estressamos por tão pouco e às vezes não damos valor ao que nos é dado. Assim como muitas pessoas que possuem deficiência visual, Thays tinha tudo para passar o resto da sua vida dependendo dos outros, mas não, ela quis sempre mais, correu atrás de seus sonhos, os alcançou e hoje serve de exemplo para todos nós.

2 comentários:

  1. Oi Gleydson,
    Mais ou menos como você, assim que vi sua postagem no grupo blogueiros literários com essa capa de livro de cachorro, corri para ver o que era. Eu amo animais e amo ler livros que abordam este assunto. Não conhecia esse livro e achei muito interessante. Adoro história que envolvem superação. Vou procurar para ler!
    Obrigada por me apresentar a esta obra.
    Abraço! Tão doce e tão amarga.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thamiris. Espero que leia mesmo e goste tanto quanto eu.
      Obrigado :)

      Excluir

© Acampamento da Leitura | 2014-2017. Todos os direitos reservados.
Layout por Gleydson.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo